Cursos Segurança do Trabalho

Técnico em Segurança no Trabalho

1. APRESENTAÇÃO

O Curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio em Segurança do Trabalho é uma habilitação vinculada ao Eixo Tecnológico Ambiente, Saúde e Segurança que, como o Catálogo Nacional de Cursos Técnicos esclarece, compreende tecnologias associadas à melhoria da qualidade de vida, à preservação e utilização da natureza, desenvolvimento e inovação do aparato tecnológico de suporte e atenção à saúde.

Ética, biossegurança, processos de trabalho em saúde, primeiros socorros, políticas públicas ambientais e de saúde, além da capacidade de compor equipes são temas que caracterizam os cursos desse eixo.

2. CAMPO DE ATUAÇÃO

O campo de atuação do técnico em Segurança no Trabalho é amplo, inclui o setor publico e privado, englobando indústrias, empresas prestadoras de serviços, estabelecimentos de saúde, de ensino, empresas de sistema de segurança, fabricantes de equipamentos de segurança, dentre outras possíveis atuações.

3. OBJETIVOS

Objetivo Geral

Habilitar jovens e adultos para o exercício profissional na área de saúde, estimulando o interesse pela pesquisa e inovação tecnológica, pela constante atualização e capacitação fundamentadas na prevenção e controle de riscos referentes ao trabalho.

Objetivos específicos

  • Possibilitar o desenvolvimento de competências e habilidades que permitam ao aluno contribuir para a construção de um ambiente de trabalho seguro, a promoção do bem estar dos trabalhadores.
  • Formar profissionais que contribuam para a melhoria da qualidade de vida e realização pessoal e social dos trabalhadores sem prejuízo para a sua saúde, integridade física e mental, bem como qualidade e eficiência na gestão da Segurança e Saúde no trabalho.

4. LEGISLAÇÃO

A proposta curricular do curso técnico em Segurança do trabalho atende ao disposto na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional - Lei Federal nº 9.394/96, nos Pareceres CNE/CEB 16/99  e 11/2008,  nas Resoluções CNE / CEB 04/99 e 03/2008, no Decreto Federal nº 5.154/04, nas Resoluções CEE/BA nº 015/2001 e nº 79/2008, na Portaria nº 3275/89 do Ministério do Trabalho e Emprego que define as atividades do Técnico em Segurança do Trabalho - CBO 0-39.45 e demais normas vigentes.

Resolução que autoriza o funcionamento do curso CEE nº 75/2010.

5. DISCIPLINAS

  • Fundamentos da Aprendizagem Digital
  • Fundamentos de Matemática e Estatística
  • Fundamentos da Formação Profissional
  • Introdução a Segurança no trabalho
  • Legislação e Normas Técnicas em Segurança no Trabalho
  • Desenho Técnico
  • Suporte Emergencial a vida
  • Biossegurança
  • Noções de Projetos
  • Gestão e Análise de Riscos em Segurança no trabalho
  • Prevenção e Controle de Incêndios e Explosões
  • Meio Ambiente e Qualidade de vida
  • Ergonomia
  • Higiene e Saúde Ocupacional
  • Doenças Ocupacionais

Obs.: Além das disciplinas teórico/práticas apresentadas acima, haverá 03 (três) disciplinas práticas de caráter integrador e 02 (duas) disciplinas de estágio supervisionado. Todas as disciplinas possuem 80 horas de duração.

 

O técnico em Segurança do Trabalho deverá ser capaz de

  • Desenvolver ações preventivas nos processos produtivos com auxílio de métodos e técnicas de identificação, avaliação e medidas de controle de riscos ambientais, de acordo com normas regulamentadoras e princípios de saúde do trabalho;
  • Coletar e organizar informações de saúde e de segurança no trabalho;
  • Reconhecer fatores de risco ambiental;
  • Conhecer e interpretar a legislação e normas técnicas de segurança do trabalho;
  • Investigar e analisar acidentes;
  • Avaliar os riscos profissionais a que estão expostos os trabalhadores e as formas de prevenção de acidentes de trabalho;
  • Recomendar medidas de prevenção e controle;
  • Aplicar princípios ergonômicos na realização do trabalho;
  • Conhecer os fundamentos de prevenção das doenças e acidentes do trabalho.
  • Analisar e estabelecer critérios para escolha de equipamentos de proteção individual e coletiva;
  • Desenvolver procedimentos técnicos voltados para a elevação do nível de qualidade de vida do trabalhador;
  • Identificar medidas de segurança no armazenamento, transporte e manuseio de produtos;
  • Executar programas de prevenção de acidentes do trabalho, doenças profissionais e do trabalho, com a participação dos trabalhadores, acompanhando e avaliando seus resultados a fim de sugerir atualização de procedimentos;
  • Encaminhar aos setores e áreas competentes normas, regulamentos, documentação, dados estatísticos, resultados de analises e avaliações, materiais de apoio técnico, educacional e outros de divulgação para comhecimento e autodesenvolvimento do trabalhador;
  • Indicar, solicitar e inspecionar equipamentos de proteção contra incêndios, recursos audiovisuais e didáticos e outros materiais considerados indispensáveis, de acordo com a legislação vigente, dentro das qualidades e especificações técnicas recomendadas, avaliando seu desempenho;
  • Cooperar com as atividades do meio ambiente, orientando o trabalhador quanto ao tratamento e destinação dos resíduos industriais;
  • Executar as atividades ligadas à segurança e higiene do trabalho utilizando técnica e métodos científicos, observando dispositivos legais e institucionais que objetivem a eliminação, controle ou redução permanente dos riscos de acidentes do trabalho e a melhoria das condições do ambiente, para preservar a integridade física e mental dos trabalhadores;
  • Levantar e estudar os dados estatísticos de acidentes do trabalho, doenças profissionais e do trabalho, calcular sua freqüência e gravidade para propor ajustes de ações preventivas, normas, regulamentos e outros dispositivos de ordem técnica que permitam a proteção coletiva e individual.


Compartilhe esta página com seus contatos das redes sociais